Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

" NOVELA PREMIO GOYA "

 

 

Uma noticia da Lusa, dá continuidade à  " novela" referente ao prémio Goya , uma vez que, as noticias vão sendo publicadas, mas, sem serem esclarecedoras, antes me parecendo que pretendem lançar a confusão, até que o assunto caia no esquecimento.

 

Senão vejamos : A  Academia das Artes e Ciências Cinematográficas Espanhola, afirmou à Lusa, que o  " Fado Saudade", foi composto especialmente para a película de Carlos Saura , o filme " Fados.  Diz ainda a noticia, que esta afirmação da Academia, assenta em consulta feita ao produtor do filme, Ivan Dias.

 

É evidente, que a Academia, dificilmente voltará atrás na decisão que tomou ( que desprestigio seria para a Academia, reconhecer que errou ), a não ser, que, seja pressionada pelos outros concorrentes, que não foram premiados, o que, também , não será fácil que aconteça, porque, os artistas espanhóis, também, dificilmente entrarão em ruptura com a Academia, porque, se o fizessem, é natural que ficassem, como se costuma dizer " marcados" para sempre. Não será decisão fácil, enfrentar a Academia !

 

Mas, a Academia, acredita no produtor Ivan Dias ? A Academia, não tentará saber, quais os conhecimentos que ele tem do fado ? Que autoridade, tem o Sr. Ivan Dias, ( que pouca gente do "meio" do fado conhece, e que se trata de um miúdo "interessantíssimo ", mais novo que os filhos de Carlos do Carmo), para levar a Academia, a acreditar na sua opinião, ainda por cima, sabendo que ele é parte interessada, e que portanto, poderá estar a "puxar a brasa à sua sardinha" ?

 

Esta estória não cheira bem !!!

 

Por outro lado, a noticia da Lusa, não é tão conclusiva, como se poderia esperar, porque diz que o Fado Saudade, foi composto especialmente, para a película de Saura , e aqui, podem estar somente a apreciar a poesia, e, se assim for, todos nós confirmamos, que a letra foi feita especialmente para o filme. O que foi levado à Academia, foi só a letra do fado, ou foi também a musica ?

 

A confusão continua a reinar, porque no texto da Academia, enviado à agência noticiosa, refere-se, à Melhor Canção Original, o que de acordo com os regulamentos do prémio Goya , obriga a que a letra e musica, sejam originais, e criados, expressamente, para a película , o que não aconteceu, e que até é confirmado na mesma noticia da Lusa, que afirma que a Soc . Portuguesa de Autores, em comunicado assinado pelo maestro Pedro Osório, na qualidade de assessor da direcção, diz, que o Fado Saudade, com letra de Fernando Pinto do Amaral, tem música do Fado Menor, que é tradicional.  Então, se é a própria SPA, a afirmar, através do seu assessor, segundo a noticia da Lusa,  que a música é do Fado Menor, ( de autor desconhecido, é certo, sem que ninguém tenha direitos de autor ), como pôde ser atribuído o prémio, se, O FADO MENOR, NÃO SÓ NÃO É ORIGINAL, COMO TAMBÉM NÃO FOI CRIADO ESPECIALMENTE PARA O FILME ?  Deram esta informação à Academia ? Disseram à Academia, que a música do Fado Saudade tem cerca de 100 anos ?  Não acredito que tenham fornecido indicações correctas e transparentes à Academia !

Mas, e não ignorando os conhecimentos musicais do maestro Pedro Osório, o que ele afirma é lei ?  Pela noticia que foi publicada, o maestro, apenas exprime a sua opinião. É apenas isso, é só a opinião dele, que eu não acredito que ponha um ponto final na decisão que a SPA, deverá ter que tomar. O maestro afirma, e o assunto está encerrado ?  Então a SPA, só acredita no maestro, e não acredita noutros músicos e fadistas, que até poderão ser seus associados e com muitos anos de fado ? Por exemplo, no João Braga, no João Ferreira Rosa, no Rodrigo ,ou no Tó Moliças , que são vozes a serem ouvidas, para além de outros grandes músicos ?

Este assunto, num País civilizado, como queremos que seja o nosso, PARA DEFESA DO NOSSO FADO, terá que ser amplamente discutido e analisado, por quem de direito, ( sobretudo, músicos e cantadores ), porque também parece não convencer ninguém, a afirmação do maestro Pedro Osório, segundo a Lusa, de que sendo o Fado Menor uma música tradicional, não tem melodia fixa, pelo que o interprete improvisa, ou planeia a melodia que vai utilizar.  Este aspecto, é que me parece que tenha que ser abertamente discutido, por pessoas habilitadas musicalmente, porque me recordo de um comentário que já li, de que bastará acrescentar um plim-plim qualquer a uma musica, para reclamar a sua autoria. Será assim ?

Deixo essa discussão para os músicos , para se poder chegar à conclusão, de que a musica do Fado Saudade, é a do Fado Menor com Versículo , e se assim for, pagar os direitos, que são devidos aos herdeiros de Marceneiro. 

 

Mas, para já, um dado me parece certo, é que a musica do Fado Saudade, é a do Fado Menor, como já foi afirmado, que não é original, nem foi feita exclusivamente para o filme, razão porque o Goya , terá sido mal atribuído .

 

A terminar, a SPA levou tanto tempo a pronunciar-se sobre um assunto tão polémico ?

 

E que dizer, de uma afirmação de Ivan Dias, "- que o Fado da Saudade, é um fado menor em versículo com arranjos dos músicos que acompanham Carlos do Carmo ? É o tal plim-plim ?

E estava registada na SPA ?  E que dizer, de uma noticia de 10 de Fevereiro, que referia " que  fonte da Administração da SPA, afirmou à Lusa que o fado menor com versículo está registado naquela cooperativa -" ?  Por quem, pergunto ?   E, que dizer ainda, sobre uma noticia "- que dizia que a mesma fonte, acrescentou, que qualquer utilização deste fado, deve ter autorização da SPA, e que a mesma não foi pedida para este fado de Alfredo Marceneiro ?-"

 

Que autoridade musical, ou cultural, poderá pôr fim a este diferendo ?  Quando acabaremos, com esta "trapalhada" ?  É o fado menor em versículo ?  É o fado menor sem melodia fixa ? É o fado menor em versículo , com vários estilos consoante quem o canta ?  Trata-se de um apêndice musical, que é criado à melodia do fado menor, é especifico de quem o faz, residindo aí a sua criatividade, sem prejuízo de Alfredo Marceneiro ter feito a sua autoria ? É um fado menor em versículo de que o povo se apropriou, e a que cada um dá o seu estilo ?

Está tão mal o Fado, para que não se levantem vozes conhecedoras, respeitadas e abalizadas, para esclarecer este assunto ?

Em que ficamos?

 

Zé da Viela

 

 


publicado por Zé da Viela às 13:57
link do post | comentar | favorito
|
Choram guitarras....

..Pintura a óleo de José Malhoa " O Fado "

..Visitas à Viela

count website hit
Date.com Dating Site

online

Amália...sempre!

..Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


..Vielas recentes

.. VOLTASTE, AINDA BEM QUE V...

.. VOLTA, ANA ESTÁS PERDOADA...

.. VII GALA AMÁLIA RODRIGUES

.. SEMPRE O NOSSO FADO

.. TUDO ISTO É FADO

.. ATÉ QUALQUER DIA, AMIGO

.. MARIZA CONFESSA-SE

.. ADEGA MACHADO

.. PARABÉNS JOSÉ MANUEL OSÓR...

.. AMÁLIA RODRIGUES

..Vielas do Passado

.. Abril 2013

.. Fevereiro 2013

.. Dezembro 2012

.. Novembro 2012

.. Outubro 2012

.. Agosto 2012

.. Julho 2012

.. Março 2010

.. Outubro 2009

.. Julho 2009

.. Junho 2009

.. Maio 2009

.. Março 2009

.. Dezembro 2008

.. Novembro 2008

.. Outubro 2008

.. Agosto 2008

.. Julho 2008

.. Junho 2008

.. Maio 2008

.. Abril 2008

.. Março 2008

.. Fevereiro 2008

..links

..tags

.. todas as tags

..pesquisar

 
blogs SAPO

..subscrever feeds